NOTA ESCLARECIMENTO - ASCOM


 

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) esclarece que houve um equívoco no envio das informações para a publicação da matéria “Celeiro da Engenharia”, na última edição da Revista da Sociedade Mineira de Engenharia (SME). As informações foram enviadas corretamente pelo setor de recursos humanos do Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema), no entanto, no momento da descrição das engenharias, a assessoria de comunicação do Sisema cometeu um erro e não mencionou a engenharia florestal.  

A Ascom reconhece a falha cometida e pede desculpas aos engenheiros florestais. A secretária de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Marília Melo, lamenta o ocorrido e reforça a importância de todas as formações profissionais. Sendo o meio ambiente um assunto multidisciplinar, os resultados só são alcançados a partir da sinergia das diversas formações. Dessa forma, a secretária reconhece a importância de todas as profissões que compõem o quadro de servidores do Sisema.

Dentre os engenheiros, o Sisema conta em sua grade com profissionais de diversas engenharias. Do total de 1.544 servidores das carreiras de meio ambiente, 404 são graduados em engenharia.  Deste modo, a engenharia representa 32,6% do quadro de servidores do Sisema.

Os profissionais se dividem em diversas áreas da engenharia: ambiental, agrícola, agrônoma, ambiental, civil, de agrimensura, de alimentos, de energia, de minas, de pesca, de produção, produção civil, elétrica, eletrônica, eletroeletrônica, engenharia florestal, geológica, hídrica, mecânica, metalúrgica, química, sanitária, sanitária ambiental e urbana.

Em apuração realizada, 200 servidores efetivos são graduados em engenharia florestal, o que representa 49,5% dos engenheiros do Sisema.

Acessos: 171

Search

Acesso Restrito